quinta-feira

Toca a mexer!

   Encontrei um artigo muito interessante no blog Xtrafit, este post específico é sobre a variação estratégica de hidratos com o tipo de corpo. 
   E  descobri que tenho um tenho um corpo do tipo O (Endomorfos), já que prefiro não fazer copy/paste recomendo mesmo que visitem o site. A informação é publicada de forma elucidativa, eu gostei do que descobri e vou explorar melhor o blog.
  Não me tornei uma louca do fitness, nem pouco mais ou menos, mas interesso-me por saber como as coisas funcionam, e acho que a melhor forma de conseguir atingir os nossos objectivo é descobrir o caminho. 

Entretanto, este blog também vai servir de bloco de notas do meu percurso no que diz respeito a alterar hábitos alimentares, ficar em forma e ser saudável. Esses são os objectivos que estabeleci no início do ano e tenho feito já algumas alterações. E para ser sincera, porque não sou optimista nem pessimista, foco-me nos factos e logo sou realista, já começo a sentir resultados.

Situação no final do ano: 94 Kg de peso, cansaço extremo, dores nas articulações, dificuldade respiratória após esforço prolongado, falta de força, apatia, cólicas, prisão de ventre, cãibras nas pernas, pele seca, flacidez, queda de cabelo, desmotivada, hipertensa...

Medidas adoptadas: Mudei de atitude, estabeleci novas rotinas para actividade física em casa e inscrevi-me na academia ATKRSD onde faço exercício mais intenso 3 vezes por semana (desafiada por uma grande amiga que me acompanha também), alterei o plano alimentar para os almoços e jantares da família (sopa ao almoço e ao jantar; carne, massas ou arroz só ao almoço e sempre acompanhados de salada; peixe ao jantar com legumes e batata, fruta 5 vezes ao dia, alguns frutos secos no iogurte ou com uma peça de fruta que dão um óptimo snack/lanche; "obrigo-me" a aumentar a ingestão de água e chá; acabei com as ceias e lanches antes de deitar; não bebo leite de manhã em dias de treino, nem à noite. 
Decidi também experimentar o desafio de 3 dias da Herbalife, apesar de estar renitente com a ideia antes. Hoje foi o 1º dia e para já está a correr bem e não interfere com a minha rotina diária, além da parte do barulho da varinha mágica logo de manhã... acorda o resto do pessoal... amanhã, uso as varas à mão... ao almoço já não tive esse problema!

Situação actual e observações: (só revelo o peso no final do desafio), aprendi a respirar melhor e já o faço com menos dificuldade nas situações em que antes ficava aflita, e já não fico tão cansada, no fim do treino fica a apetecer-me mais e sinto-me cheia de energia; ainda sinto algumas cãibras nas pernas, mas sei que tenho de comer banana para aumentar o potássio e isso ajuda a aliviar, já bebo mais água e vou mais vezes ao wc, a actividade intestinal está mais regular, não tenho tido cólicas e liberto melhor os gases (descansem que não estou por perto quando o faço!), controlo o apetite e também durmo melhor, também noto uma ligeira diferença na pele e no cabelo, estou motivada e estou a inspirar o André, que ao ver-me não lhe parece estranho comer iogurte com nozes em vez de pão com manteiga e também quer, ah... ele também anda na academia, mas isso fica para um outro post... só dele!

Tipo O (Endomorfos
Tipo O (Endomorfos)
Variação Estratégica de Hidratos Com o Tipo de Corpo - See more at: http://xtrafit.pt/variacao-estrategica-de-hidratos-tipo-de-corpo/#sthash.AArhtJvj.dpuf
Variação Estratégica de Hidratos Com o Tipo de Corpo - See more at: http://xtrafit.pt/variacao-estrategica-de-hidratos-tipo-de-corpo/#sthash.AArhtJvj.dpuf
Variação Estratégica de Hidratos Com o Tipo de Corpo - See more at: http://xtrafit.pt/variacao-estrategica-de-hidratos-tipo-de-corpo/#sthash.AArhtJvj.dpuf
Variação Estratégica de Hidratos Com o Tipo de Corpo - See more at: http://xtrafit.pt/variacao-estrategica-de-hidratos-tipo-de-corpo/#sthash.AArhtJvj.dpuf
Variação Estratégica de Hidratos Com o Tipo de Corpo - See more at: http://xtrafit.pt/variacao-estrategica-de-hidratos-tipo-de-corpo/#sthash.AArhtJvj.dpuf

segunda-feira

Do alto e largo dos meus 93 Kilos!

 Já lá vai (ou quero que vá) o tempo em que o peso era assunto tabu... não falar nisso faria com que ele não aumentásse...era uma ideia que tinha. Nada de olhar para a balança (objecto inexistente em casa) quando passava na farmácia para aviar as quase duas dezenas de caixas de comprimidos e cápsulas diferentes para todos os estragos que o aumento de peso resultou, derivado de uma alimentação incorrecta e descuidada, sedentarismo, etc... Um desleixo agora assumido! Confesso que me magoou ver o 93 ali escarrapachado na porra da balança, mas mereci o estalo psicológico que me dei... Oh coisa-se! Então não mexes o cu para nada e querias pesar o quê? 75Kg ou 80Kg como nas fotos que apareces de há 500 anos?! A ver ali o contorno da clavícula, já agora?!...

 Eu nunca fui magra, nem sequer tive o peso ideal para a altura e idade, mas antes dos filhos, das depressões, do colesterol, da asma, dos desempregos, da carta de condução (...) eu dançava à noite (com as então poucas varizes), eu pedalava manhãs e tardes inteiras e no dia seguinte estava pronta para mais , andava pela cidade toda e de ponta a ponta as vezes necessárias para resolver o que tivesse de ser, outras vezes corria para apanhar o autocarro (e não foram poucas), levantava e carregava pesos em trabalhos que tive que nada abonaram às minhas costas...
 Enfim, tive uma vida antes desta. E habituei-me a ver-me privada de tudo isto... gradualmente. E não me estou a lamentar, afinal a culpa é só minha!

 Nada do que escrevi acima é desculpa, pelo contrário... A influência nas minhas decisões deste ano (ah e tal, só porque muda o ano... mas não, garanto que não é o caso) é sem dúvida resultado de toda essa privação, ou melhor das consequências dela!
 Quero poder brincar, correr, saltar, VIVER com os meus filhos de forma saudável, sem ficar ofegante e acabar com a brincadeira mais cedo... isto também se aplica ao marido ;) faz parte do nosso contrato! Eu cuido de mim para ti e tu cuidas-te para mim! Se bem que ambos temos as nossas falhas nesse campo e podíamos fazer melhor.
 Decidi ser saudável... não vou só tentar, vou sê-lo! Assumo que não vou fazer sacrifícios, tenham lá paciência, e também não vou passar fome... Para começar quero reeducar gradualmente a minha alimentação e começar fazer exercício regularmente. É um começo... o importante é que me sinto motivada e apoiada e isso faz toda a diferença!

 Sou a primeira a dizer que só a minha força de vontade não chega, pondo as cartas na mesa... eu conheço esta gaja que está a escrever, como mais ninguém a conhece!