sexta-feira

Sinto-me uma panela de pressão... e nem estou a levar ao sentido literal e físico da coisa, refiro-me mesmo à parte emocional... para não variar! Sou mesmo chata... mas também como só lê quem quer, nem me estou para moer muito com isso, nunca fui de preocupar muito com o que os outros pensam do que digo, escrevo ou penso, aceito opiniões e criticas em relação a outros assuntos...
Nem sei bem como escrever sem correr o risco de ir além da minha privacidade, pois expô-la ou não, é da minha responsabilidade, mas não tenho o direito de invadir a alheia... 
Mas ando mesmo a precisar de "destilar", de preferência de-va-ga-ri-nho antes que "rebente" de uma vez, porque geralmente aí os estragos são maiores e é algo a evitar... a todo o custo... MESMO...
E não posso culpar apenas "a dança das hormonas", se bem que, sei que têm a sua quota parte na questão... são demasiadas mudanças em pouco tempo, as incertezas também são muitas e as soluções nem tantas.
Adiantando a parte em que pareço estar a bater na mesma tecla, a verdade é que me sinto parte do problema e não da solução, e isso deixa-me extremamente desconfortável e frustrada! E isto encaixa em mais do que uma categoria... para além da financeira! Ok, conscientemente sei que o super-homem cá de casa assegura tudo, todos e mais alguma coisa, mas não acho nenhum absurdo sentir-me assim, até porque é demasiado injusto para todos... e tudo isto deixa marcas e traz consequências.
Sou muito caseira e é onde me sinto segura, mas assim já é demais! Sem trabalho nem perspectivas nesse campo para os próximos tempos, as despesas que vão aumentar apesar de todos os esforços em economizar ao máximo... 
E por falar em casa... sinto-me muito perto da desilusão, estou a ficar deprimida sem querer, não consigo e outras vezes nem tenho vontade de fazer certas coisas, todos os dias tenho "coisas" a martelarem-me cabeça, a saltarem-me à vista, tudo isto me deixa nervosa, impaciente, ansiosa... e não quero descarregar em ninguém (ou pelo menos tento não o fazer) mas... Amo demais os meus anjos para os estar a sujeitar às minhas neuras, por isso fico-me... Tudo isto é inconcebível para mim, é contra-natura depois de tudo o que passei... 

Embora tenha necessidade de "exorcizar", é melhor que fique por aqui, os pensamentos adiantam-se ao movimento dos dedos no teclado, mas tenho receio que o ritmo se inverta...

Estive mais de uma hora a reler isto e a ponderar se publicava ou não este post... mas pronto... cá vai...

Aceitam-se palavras amigas... em doses industriais...

1 comentário:

  1. exorcizar os medos e receios é metade do caminho para nos libertar deles.

    o resto vem com o tempo.

    arrisca e aventura-te, acredita em ti e naquilo de que és capaz e descobres aquilo que podes fazer por ti :)

    ResponderEliminar

Deixem o rato de lado e escrevam-me, ok!?