quinta-feira

Vamos ter o caldo entornado...

Se calhar até já estão fartinhos(as) de ler sobre isto, mas pronto... Eu também, mas acho que esta situação merece referência, e não fica por aqui!

Na sequência do post O tiro pela culatra, fui ontem à MAC.

Queixas: Dores (suportáveis) na zona da cirurgia; Corrimento anormal (cor e quantidade) do umbigo, assim como a sensação de "picar" (que tinha associado à cicatrização); Desconforto abdominal

Objectivos: Esclarecimentos sobre a cirurgia, estado do ovário e trompa do lado esquerdo, saber o resultado na anatomia patológica ao quisto extraído, resolução das causas das queixas.

Resultado: Aumento da tensão arterial; ataque de ansiedade/pânico; sangue, suor e lágrimas (tudo literalmente); dor e incómodo (quase insuportáveis)... tudo derivado à descoberta que afinal os pontos cirúrgicos no interior do umbigo, não tinham sido removidos, a pele estava a cicatrizar por cima deles e teve de ser corta para se conseguir retirar os ditos cujos, já com infecção e "estrangulados"... para isso acontecer, o interior do umbigo teve de ser puxado para fora e trabalhado nesse sentido!

Ok... por as ideias em ordem, (também podem ler nos posts anteriores):
A remoção dos pontos foi feita em dois dias diferentes, passado uma semana da cirurgia, certo?!
Errado!!! Acontece que os 2 pontos do umbigo ficaram com o fio maior, para facilitar o acesso (para puxar a pele) aquando a sua remoção... acontece que a "senhora enfermeira do centro de saúde" puxou, efectivamente, mas cortou o fio junto ao nó do ponto, ficando este intacto no interior e o resto do fio sendo "confundido" com a totalidade... só pode!!!!

Bem, entretanto amanhã tenho consulta no médico de família... preciso de fazer ecografia (recomendação da médica da MAC) e o que mais ele achar necessário... para saber como estão "as coisas"!!! O resultado da  análise, passo a citar: "Peça constituída por quisto uniloculado (...) parcialmente aberta, contendo sebo e cabelos; teratoma quistico benigno. Trompa sem lesão." E a Dra. disse que o ovário também ficou funcional, e voltará ao seu tamanho normal depois desta distensão, devo fazer ecografias anualmente, só depois de abrirem é que viram que afinal aquilo não tinha ossos nem unhas como parecia nos exames, o folículo hemorrágico foi drenado e retirado, a partir de agora, já não preciso voltar lá e passo a ser seguida como habitualmente pelo médico de família!

E vamos ver quanto à "senhora enfermeira do centro de saúde" como as coisas se vão passar... INCOMPETÊNCIA (nem vou dizer mais)!

NOTA: Apesar de reconhecer que errar é humano e todos estamos sujeitos a fazê-lo mais cedo ou mais tarde... até eu sei ver se a linha tem um nó ou não!!! E consequências...

Bolas para isto...

8 comentários:

  1. Pa . . eu até ia comentar, mas o vomito que me enche o teclado não permite :|

    ResponderEliminar
  2. PAULINHA...,
    DOENTE SOFRE...........
    E ...MAIS, COITADINHOS DOS TÉCNICOS DE SAUDE, SÃO TÃO BONS PROFESSSSSSSSSSSSIONAIS E NÓS SEMPRE A FALAR MAL...
    HAJA PACIÊNCIA.
    QUE TUDO CORRA MELHOR AGORA.
    :))BEIJOSSSSSSSSSSSS++++++BEIJJJJJJJJJJJJ

    ResponderEliminar
  3. @Rui... eu consegui evitar que o alvo fosse o teclado... :p

    @ Maria... pois é, né amiga, tss tss... tadinhos deles... (não podemos generalizar, em todo o lado há bons e maus profissionais, azar é dos que calham com os maus!!!)

    ResponderEliminar
  4. Ai Paulinha...
    As melhoras RÁPIDAS!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  5. Atribui-lhe um prémio em http://gritodemudanca.blogspot.com/

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Sinto-me bem honrada de estar entre blogues tão bons. Que belo miminho.

    Beijinhos...e em breve voltarei com mais frequência.

    ResponderEliminar
  7. Paulinha; não a conheço, mas só desejo que corra tudo bem, e que não se cale. Está bem? eu sei que é chato e depois de passar só queremos estar sossegadas, mas a melhoria da qualidade dos serviços depende de todos nós. Não se fique. Reclame, refile, escreva e tal, pode até achar não tem importância, mas vai ter. É de pessoas assim, que todos nós ganhamos, E as melhoras!

    ResponderEliminar

Deixem o rato de lado e escrevam-me, ok!?